Quatro indicadores financeiros essenciais para a saúde da sua empresa

Ter uma boa saúde financeira para sua empresa é um dos maiores requisitos e sonhos de todo empreendedor. No mercado contemporâneo, infelizmente, ter apenas um bom faturamento por consequência das metas batidas, não é o bastante. Por que não é o bastante? Basicamente, toda empresa deve possuir um controle total de sua firma, baseado na sua situação financeira, planejada para quaisquer problemas futuros.
Acompanhar os indicadores financeiros de sua empresa, é um dos mais essenciais atos para garantir o crescimento da mesma. Através desta pequena análise, você terá controle das falhas que, mesmo pequenas, acabam gerando um prejuízo em grande escala para sua empresa. Continue lendo e mostraremos a você alguns dos maiores indicadores que o ajudarão a aproveitar as oportunidades para maior desempenho de seu negócio.

Atente-se ao Capital de Giro

Basicamente, o chamado Capital de Giro é o valor dado que uma empresa necessita para se tornar ou permanecer ativa economicamente. Por exemplo, uma lanchonete. Imaginemos que acabou de abrir suas portas. Bom, o mínimo necessário para que a mesma funcione adequadamente são os ingredientes dos lanches que estarão presentes no cardápio, além dos outros produtos que estarão à disposição de seus clientes, como cervejas ou refrigerantes.
Para quaisquer imprevistos, como sabemos, é necessário que o empreendedor tenha à sua disposição, um estoque preparado para quaisquer pedidos avulsos. Esse estoque, como não está girando seu capital, estará parado esperando a hora certa para ser utilizado. Ou seja, basicamente, é um dinheiro parado. Porém, você não possui apenas esse dinheiro parado! Você também depende dos pagamentos efetuados no cartão de crédito, pois eles demorarão cerca de 30 dias para se efetivarem em sua conta.
Para explicar de uma forma mais simplificada, o Capital de Giro é basicamente o valor do Capital que mantém toda a empresa, seja para o caixa a pronta espera, ou para o estoque, que estará preparado para quaisquer crises que ocorrer. O Capital de Giro tem como função custear todo o dinheiro que entra e sai de seu caixa, sanar futuras dívidas e renovar déficits potenciais, que toda empresa está fadada a possui.
Agora, para que seja efetuado o cálculo do Capital de Giro, é necessário que você leve em consideração o chamado Ativo Circulante. Este, trata-se das contas, dos estoques, aplicações econômicas, contas correntes bancárias e caixas. Outro fator importante a ser incluído, seria o Passivo Circulante, ou seja, aquele valor que está saindo de seus caixas. As dívidas, as taxas, os custos e empréstimos a serem pagos.
O cálculo é o seguinte: Tenha em consideração o Ativo Circulante e tire a diferença do mesmo em relação ao Passivo Circulante. Obtendo assim, a seguinte conta:

A coisa mais importante a se obter deste resultado é referente a possibilidade de obter um valor negativo. Isso, devido ao fato de não haver possibilidade de quitar seus débitos, alastrando assim, todo um problema de dívidas, por causa de prazos de pagamentos e outros problemas financeiros.

Atente-se a Lucratividade

Esse quase nem precisava ser falado, mas é muito importante. Se você quer ter controle sobre o poder de entrada e ganhos de sua empresa, você precisa se atentar a este indicador. A lucratividade corresponde ao valor líquido que sua empresa obtém após oferecer seus serviços e gastar para executa-los.
Basicamente, é necessário fazer um pequeno cálculo para obter este valor. Com ele você poderá avaliar se seu faturamento é maior que seu índice de saída, mostrando se há ou não necessidade de aumentar seus serviços ou diminuir seus gastos.
Para obter o resultado da lucratividade basta dividir o valor de seu lucro líquido pelo seu faturamento.
Obtendo assim a seguinte conta:

Garanta sua margem de Contribuição

Diferentemente da lucratividade, a margem de contribuição trata-se dos lucros oriundos do serviço ou dos produtos que você proporcionou no mês para sanar as dívidas e contas fixas de sua empresa. Basicamente é o que neutraliza o valor gasto de produção, impedindo que você chegue ao prejuízo após descontar todos os meios de produção.
Com esse fator, você poderá perceber que apenas ganhar dinheiro e gerar faturamento não é o bastante. No caso de você estar faturando e mesmo assim sua empresa continue obtendo apenas prejuízo, então está na hora de organizar a sua Margem de Contribuição. Lembre-se, no mínimo, o seu faturamento deve trazer o dinheiro perdido para a execução do ofício.
Para calcular a Margem de contribuição, é necessário que você leve em consideração as despesas variáveis mais os Custos Variáveis. O resultado deste, deve ser subtraído pelo valor do faturamento. Conseguimos, assim, a seguinte expressão:

Encontre o ponto de Equilíbrio

Este indicador te ajudará a acompanhar com mais afinco a gestão financeira de sua empresa. Com o ponto de equilíbrio, você consegue ter certeza, previamente, de qual valor arrecadado será necessário para sanar suas dívidas e não ficar no prejuízo. Ou seja, ele serve para você bater sua meta. É o valor mínimo que você deve alcançar para pagar todos os gastos e sair no lucro.
Este é um indicador importante para ser executado já no começo de sua empreitada. Com ele, não será necessário você esperar que o valor no final do mês venha em seu caixa, pois você já terá o controle de tudo o que terá de fazer durante o mês para sanar todas as saídas.
Para garantir esse equilíbrio, é necessário fracionar todos os gastos (saídas do caixa) de sua empresa pelo índice da Margem de Contribuição (que citamos acima). Deste modo, você obterá a seguinte equação:

Considerações finais

Basicamente, estes são alguns dos mais importantes indicadores para você se atentar. Com o tempo, você notará o quão importante é a sua execução, seja ela no começo de sua empreitada ou com ela já iniciada. Lembre-se sempre de averiguar o funcionamento de cada um deles, para que você possua uma garantia, no planejamento do sistema financeiro de sua firma.
Esperamos tê-lo ajudado e gostaríamos de receber o seu feedback para melhorarmos o nosso material. Não se esqueça de deixar nos comentários suas dúvidas e até mais!  

Deixe uma resposta