Como as Fintechs estão revolucionando o mercado

Neste artigo você verá como as empresas de tecnologia em finanças estão gerando impacto no mercado, e como a inovação está cada vez mais presente.
Com o principal motivo de revolucionar o mercado financeiro, os bancos começaram a utilizar um meio mais prático para fazer transações e manusear o dinheiro de seus clientes a partir das chamadas Fintechs.
Basicamente, as Fintechs são como Startups, que, assim como os mesmos, cresceram no setor financeiro para expandir o mercado e aperfeiçoar o mesmo.
Hoje, podemos ver inúmeras empresas utilizando esse sistema bancário para administrar o pagamento de seus funcionários. Revolucionando o sistema de anuidade, acumulo de pontos e outros benefícios que o Banco Físico se limitava.

O que são Fintechs?

Advindo das palavras Financial e Technology, o termo Fintech surgiu para otimizar todo o sistema financeiro entre os clientes e seus respectivos bancos. Sejam os usuários Pessoas Jurídicas ou Pessoas Físicas, os mesmos podem usufruir dos benefícios dessa nova tecnologia através de inúmeras tecnologias ou dispositivos.
Com as Fintechs, o mercado financeiro se tornou mais acessível e democrático à sociedade. Seu crescimento tem se expandido principalmente em empresas com relação ao gerenciamento das mesmas para com seus funcionários.

Principais benefícios

São incontáveis os benefícios que essa tecnologia pode trazer aos clientes que o utilizam. Dentre elas, como já citamos, é a anuidade (livrando assim, da limitação aos créditos e débitos), a exclusão das tarifas de adesão, o acumulo de pontos, isenção de manutenções periódicas e outros demais benefícios referentes ao acesso virtual e não-físico que eles oferecem.
Sendo um aplicativo online, seu atendimento também se qualifica como o mesmo, facilitando assim, quaisquer dúvidas referentes ao plano que possui. Além disso, você poderá notar que, diferentemente de contas usuais, as transferências não são cobradas e estão sempre disponíveis para quaisquer bancos. Podendo assim, ser feitas quantas transações forem necessárias ou pagamentos, através do celular ou via QR Code.

Distribuição do poder

Com a facilidade gerada pela tecnologia da Fintech, foi ficando cada vez mais fácil observar o acúmulo de oportunidades, tarefas e poderes. Como? Bom, a atuação que o banco deixa disponível para seus usuários era quase que algo exclusivo do sistema financeiro bancário. Nenhum outro setor poderia ter as mesmas atuações que os bancos possuíam em relação a sociedade.
Com a Tecnologia Fintech, podemos perceber algo totalmente mudado. O poder passou a ser democratizado a partir do momento que outros setores começaram a possuir comando, dispositivos e meios para agirem tais quais o próprio banco agiria. A solução para a falta de acesso se findou com a abertura de consumidores.
Inúmeras empresas hoje, conseguem ter uma comunicação e melhor gerenciamento com relação aos seus sistemas financeiros para com seus funcionários, não necessitando de uma burocratização exagerada para o mesmo.

Mercado financeiro e sua inclusão

O fato é que a maioria da burocracia de bancos físicos e usuais, costumam ser extremamente rigorosas. Com Fintechs, usuários e empresas passaram a ter uma facilidade maior em ativar-se no mercado financeiro. Quando antes era necessário possuir uma alta renda em seu CPF ou CNPJ, hoje, há uma facilidade em pessoas e firmas conquistarem suas contas e cartões quando quiserem.
EPP e Microempresas tendem agora a possuir muito mais facilidade em fazer com que seu capital de giro esteja bem assegurado, através do Fintech em que estão afiliadas. Hoje, essa tecnologia proporciona benefícios personalizados e atuação de capital, bem como financiamentos e investimentos.

Empréstimo coletivo

O empréstimo coletivo é a inovação da tecnologia financeira. Através dele, é possível efetuar ou adquirir empréstimos a qualquer hora, online. Também conhecido como Peer-to-peer (P2P) Lending, essa forma de empréstimo é menos burocratizada e possui uma rentabilização maior que os próprios bancos físicos.
É claro que ainda se mantém, para segurança tanto dos usuários como do próprio banco, algumas prevenções e diagnósticos, como análises de créditos e outros riscos. Tendendo a diminuir as inúmeras inadimplências, os investidores são assegurados e atendidos já em plataforma, podendo escolher em quem ou quando investir.
Com essa nova forma de investimento coletivo, é possível adquirir ainda mais vantagens do que no banco comum. Por exemplo, Taxas e juros são muito mais rentáveis que o normal, sendo menos abusivas as tarifações e mais eficientes suas rentabilizações. Sendo, claro, muito mais atrativa para investidores de grande ou pequeno capital.
Hoje, podemos encontrar inúmeros Fintechs disponíveis no mercado. A verdade, é que seu crescimento independe de uma sociedade baseada apenas em riquezas, pois dispõe de inúmeros serviços prestados para pessoas de classe média e baixa, tais como empresas pequenas e outros setores. Isso, fez com que um grupo de investidores ascendessem no mercado de trabalho, possibilitando o que era quase inimaginável antigamente, com uma burocracia extasiada de antes.
Esperamos que tenha gostado e que deixe seu feedback com relação ao nosso trabalho. Quer conhecer mais sobre Fintechs ou gostaria de tirar alguma dúvida? Deixe um comentário e te ajudamos!

Deixe uma resposta