Como não cometer os mesmos erros de 2018

O ano está terminando e, com certeza, você deve ter percebido que 2018 foi infinitamente melhor para as vendas do que o ano anterior. Isso acontece porque a economia do nosso país está se estabilizando e o varejo, como um todo, recebeu os benefícios de uma população com mais dinheiro no bolso.
Porém, é bem provável que você tenha cometido alguns erros no decorrer do ano. Podemos atribuí-los à ansiedade do mercado, a preocupação com as metas e o senso de urgência em vender, que podem servir como péssimos incentivos à manutenção de uma rotina saudável de trabalho.
Não se culpe por isso. É muito natural que alguns erros sejam cometidos no decorrer do tempo. O ideal é usá-los a seu favor, como experiências e aprendizados, para evitar que eles sejam cometidos de novo. Pensando nisso, preparamos esse artigo que servirá de base para a caminhada que se inicia com a chegada de 2019.
É hora de recomeçar e passar a limpo os erros de 2018!

A tendência do mercado é só melhorar

Como dito, 2018 foi melhor em vendas do que 2017. Pelas projeções, é possível determinar que 2019 seguirá nessa crescente, com uma melhoria significativa do poder de consumo da população.
Pensando nisso, lembre-se da ansiedade que tomou conta do ano que está terminando. Na ânsia de não perder dinheiro, é bem possível que você tenha tomado algumas decisões que afastam os seus clientes de você. Sabendo que a tendência para 2019 é de ainda mais consumo, já se prepare para isso.
Comece com uma boa gestão financeira, a fim de compreender, com exatidão, como anda a saúde do seu negócio. A partir disso, é possível adiantar algumas estratégias de venda, como promoções, liquidações e descontos para vendas à vista. Também analise o seu estoque. Veja como ele está, em relação ao da concorrência, e avalie a possibilidade de investir em novos produtos.

Use a internet a seu favor

Com o aumento das vendas online, uma grande parte da receita do varejo se voltou para as plataformas digitais. Se você sofreu com isso, faça do seu sofrimento uma oportunidade. Invista no mercado online, seja nas plataformas de marketplace, como também com marketing digital.
Não crie vilões para a sua condição atual. Enxergue a realidade dos fatos: a tendência para o comércio online é só crescer. Então, por que não se inserir nele, ao invés de culpa-lo por suas baixas vendas?

Facilite a vida do seu cliente

Como já foi dito, as vendas na internet só tendem a aumentar. Muito disso se dá pela facilidade da compra, com descontos à vista e parcelamento sem juros. Os varejistas físicos, apesar de criar estratégias para aumentar suas vendas, acabam por ficar prejudicados quando em comparação com as lojas online, que possuem custos de manutenção quase zero.
Mas esse é o novo cenário. Faça os seus clientes se sentirem à vontade para comprar com você e facilite a escolha deles. Se a sua concorrência aumentou, procure estar sempre um passo à frente dela.

Avalie sua equipe

Nem sempre o erro é só seu. Por vezes, você acaba sendo engolido por uma onda de má ações, que se refletem em um cenário negativo. Por essas e outras, avalie sua equipe e veja o que pode ser melhorado. Muitas vezes só o que falta é uma orientação, que pode ser dada através de um treinamento eficaz.
Também invista no bem-estar das pessoas que trabalham com você. Uma equipe motivada, que tem boas ferramentas, trabalha com mais afinco e isso se reflete nas vendas. Evite tratar seus funcionários como peças únicas, que fazem parte de uma engrenagem. As pessoas são diferentes umas das outras e cada uma tem uma reação específica à certos estímulos. Tire um tempo para conhece-los e ouvi-los.

Invista em você mesmo

O mercado está mudando, o cenário de vendas está se alterando e você continua o mesmo dos anos passados. Pense bem: quando não estamos adequados ao momento em que vivemos, as chances de erro aumentam significativamente.
Especialize-se através de cursos, invista em novas formações ou teorias. É fundamental que, em um mercado dinâmico como o nosso, que sofre alterações diariamente, sejamos capazes de nos adaptar as nuances e enfrenta-las sem maiores sobressaltos.
Reconhecer que precisamos mudar, é uma forma de aprendizagem. De nada adianta continuar repetindo feitos que, no final, não trazem um bom resultado.

Deixe uma resposta