Como reduzir a inadimplência?

4 minutos para ler

Uma palavra que gera desgosto e preocupação para qualquer Micro e Pequeno Empreendedor: inadimplência.

Ligado a isso está muita dor de cabeça, abordagens administrativas e judiciais e até discussões nada agradáveis com clientes insatisfeitos.

Saber lidar com isso é uma dádiva? Claro que não! Com ações bastante pontuais você soluciona esse tipo de problema da forma mais pacífica e eficiente, reduzindo até a probabilidade de que isso aconteça com outros parceiros.

1. Entenda o motivo que causou o atraso

Um cliente esqueceu e atrasou um único pagamento. Esse deverá ser contatado e tratado como um mau pagador? Dois erros já são visíveis: atrito desnecessário com o cliente (que pode optar pela concorrência) e um pressuposto.

Entretanto, tentar acreditar, sem qualquer prova, que este cliente não pagou propositalmente não é uma boa opção, ainda mais se tratando de relacionamento com o cliente.

Torne a experiência melhor, e atribua contatos regulares: você escuta o cliente, pode descobrir o motivo do não-pagamento e com isso, mostra a intenção da sua empresa em resolver a situação.

2. Escolha o meio adequado para entrar em contato

Existem diversos meios para contatar um cliente, cada um com sua particularidade. A escolha do melhor varia com o perfil da sua empresa e dos seus clientes.

Um exemplo é o e-mail, que pode ser usado para um contato inicial em casos de inadimplência. 

A mensagem de texto (SMS), sendo curta e objetiva, pode ser usada como lembrete da dívida, contendo o nome da empresa, o recado e a forma de contato para a regularização.

O telefonema é o que causa mais dúvidas: é efetivo? Tanto quanto os outros, depende muito! Além da questão de perfis, que comentamos acima, este meio é diferente dos outros pelo fato da cobrança acontecer em tempo real.

Isso permite que você entenda o motivo do atraso e resolva a situação de forma mais rápida. Desse modo, vale lembrar que a cobrança deverá manter o foco, tratando-o com calma, cortesia e cordialidade (como comentamos no item anterior).

3. Adote uma abordagem amigável

Em suma, você quer entender o motivo do atraso de pagamento, escolhe a melhor forma para contatar o seu cliente, mas acaba utilizando de agressividade durante a cobrança.

Infelizmente, foi tudo em vão.

Caráter grosseiro impede que a situação se resolva. Ter boas práticas de cobrança, utilizando de cordialidade e objetividade, permite que o cliente se sinta mais à vontade em uma situação desconfortável como a inadimplência.

Em conclusão, ele apresenta motivos do atraso de pagamento, se permite resolver a situação da melhor maneira, inicia um relacionamento de fidelidade a sua empresa e permite até que situações como essa deixem de acontecer.

O jeito que sua empresa cria a experiência com o cliente determina se a inadimplência vai aumentar ou diminuir. Não crie um inimigo, que demora para pagar o que deve e até deixa de fazer negócios com você. Fidelize-o.

4. Utilize a tecnologia para facilitar a cobrança

Nada melhor do que tornar sua cobrança mais eficiente como também mais moderna.

A tecnologia quando bem utilizada, beneficia serviços de sua empresa em diversos pontos, como o acompanhamento dos status de pagamento, organização visual e completa das cobranças, além da emissão automáticas de notificações nos casos de inadimplência.

5. Tenha funcionários aptos para a cobrança

Como comentamos em um artigo anterior, a cobrança quando bem feita, não gera atritos, fideliza o cliente e possibilita a redução de inadimplência.

Visto que, além de seguir as diretrizes do Código de Defesa do Consumidor, você melhora ainda mais a experiência do seu cliente com sua empresa.

Ter profissionais capacitados faz toda a diferença.

6. Estar sempre aberto à negociações

Poder da negociação. É a qualidade de qualquer bom empreendedor, e é essencial para lidar com parceiros e clientes, principalmente inadimplentes.

Sabemos que ouvir e compreender o cliente é o começo de tudo. Tendo a abertura necessária, a negociação de pagamento é o próximo passo, tudo dentro dos limites que possam existir para o cliente!

O parcelamento ou um desconto para o pagamento à vista são opções recorrentes para aqueles que querem dar fim na inadimplência.

Acreditamos que dicas como essas podem gerar bons negócios! Tudo baseado em solução de problemas com excelência, profissionalismo e claro, com foco total no cliente.

Tem alguma dúvida? Deixe um comentário! E até a próxima.

Posts relacionados

Deixe um comentário