inadimplência inadimplência

Como reduzir a Inadimplência?

7 minutos para ler

Uma palavra que gera desgosto e preocupação para qualquer micro e pequeno empreendedor: inadimplência. Afinal, esse problema prejudica toda a gestão do negócio e coloca em risco a continuidade de uma empresa.

Ligado a isso está muita dor de cabeça, abordagens administrativas e judiciais e até discussões nada agradáveis com clientes insatisfeitos. Consequentemente, além de todas essas questões, existe a grande chance da perda de público de um negócio.

Saber lidar com isso é uma dádiva? Claro que não! Com ações para reduzir a inadimplência bastante pontuais você soluciona esse tipo de problema da forma mais pacífica e eficiente. Consegue, até mesmo, reduzir a probabilidade de que isso aconteça com outros parceiros.

Veja como fazer isso, nos tópicos a seguir!

Entenda o motivo que causou o atraso

Um cliente esqueceu e atrasou um único pagamento. Esse deverá ser contatado e tratado como um mau pagador? Dois erros já são visíveis: atrito desnecessário com o consumidor (que pode optar pela concorrência) e um pressuposto.

Entretanto, tentar acreditar, sem qualquer prova, que essa pessoa não pagou propositalmente não é uma boa opção. Ainda mais se tratando de relacionamento com o cliente. Sendo assim, você precisa adotar algumas medidas que visam a fazer com que o cliente pague o débito, mas sem prejudicar a sua relação com ele.

Para tanto, torne a experiência melhor e atribua contatos regulares: você escuta o cliente, pode descobrir o motivo do não-pagamento e, com isso, mostrar a intenção da sua empresa em resolver a situação. Algum desses casos pode ocorrer uma única vez e, assim, não prejudicar o seu negócio. É importante estar atento a isso!

Escolha o meio adequado para entrar em contato

Existem diversas formas para contatar um cliente, cada uma com sua particularidade. A escolha da melhor varia com o perfil da sua empresa e do seu público, bem como a origem do débito que está sendo cobrado.

Um exemplo é o e-mail, que pode ser usado para um contato inicial em casos de inadimplência. Essa é uma forma de comunicação bastante eficaz e sigilosa, tendo em vista que somente o devedor ou quem ele autorizou terá acesso ao conteúdo.

A mensagem de texto (SMS), sendo curta e objetiva, pode ser usada como lembrete da dívida, contendo o nome da empresa, o recado e a forma de contato para a regularização. A desvantagem desse meio de comunicação é a limitação que existe para passar informações.

O telefonema é o que causa mais dúvidas: é efetivo? Tanto quanto os outros, depende muito! Além da questão de perfis, que comentamos acima, esse meio é diferente dos outros pelo fato de a cobrança acontecer em tempo real.

Isso permite que você entenda o motivo do atraso e resolva a situação de forma mais rápida. Desse modo, vale lembrar que a cobrança deverá manter o foco, tratando-o com calma, cortesia e cordialidade (como comentamos no item anterior).

Adote uma abordagem amigável

Em suma, você quer entender o motivo do atraso de pagamento, escolhe a melhor forma para contatar o seu cliente, mas acaba utilizando de agressividade durante a cobrança. Infelizmente, nesse caso, foi tudo em vão.

Caráter grosseiro impede que a situação se resolva. Ter boas práticas de cobrança, utilizando de cordialidade e objetividade, permite que o cliente se sinta mais à vontade em uma situação desconfortável, como a inadimplência.

Em conclusão, ele apresenta motivos do atraso de pagamento, se permite resolver a situação da melhor maneira e inicia um relacionamento de fidelidade com sua empresa. Pode permitir, até mesmo, que situações como essa deixem de acontecer.

O jeito que sua empresa cria a experiência com o cliente determina se a inadimplência vai aumentar ou diminuir. Não crie um inimigo, que demora para pagar o que deve e até deixa de fazer negócios com você. Fidelize-o.

Powered by Rock Convert

Utilize a tecnologia para facilitar a cobrança

Nada melhor do que tornar sua cobrança mais eficiente e mais moderna. A tecnologia, quando bem utilizada, beneficia serviços de sua empresa em diversos pontos.

Entre eles, podemos citar o acompanhamento dos status de pagamento, a organização visual e completa das cobranças, além da emissão automática de notificações nos casos de inadimplência.

Tenha funcionários aptos para a cobrança

Quando a cobrança é bem feita, não gera atritos, fideliza o cliente e possibilita a redução de inadimplência. Isso porque, além de seguir as diretrizes do Código de Defesa do Consumidor, você melhora ainda mais a experiência do seu cliente com sua empresa. Ter profissionais capacitados faz toda a diferença nessa experiência.

Esteja sempre aberto a negociações

Poder da negociação. Essa é a qualidade de qualquer bom empreendedor, e é essencial para lidar com parceiros e clientes, principalmente inadimplentes.

Sabemos que ouvir e compreender seu público é o começo de tudo. Tendo a abertura necessária, a negociação de pagamento é o próximo passo, tudo dentro dos limites que possam existir para o cliente.

O parcelamento ou um desconto para o pagamento à vista são opções recorrentes para aqueles que querem dar fim à inadimplência. Acreditamos que dicas como essas podem gerar bons negócios!

Tudo, com base em solução de problemas com excelência, profissionalismo e, claro, com foco total no cliente.

Construa um bom relacionamento com os clientes

Outra estratégia que pode ser adotada entre as ações para reduzir a inadimplência em sua empresa é cultivar sempre um bom relacionamento com seus clientes, sejam eles bons pagadores, sejam inadimplentes. Isso gerará neles um sentimento de gratidão, favorecendo o pagamento de suas contas em dia.

Geralmente, os gestores que têm esse tipo de noção costumam ver baixos níveis de inadimplemento em seus negócios. Isso ocorre pelo simples fato de as pessoas se sentirem mal em deixar vencer uma conta de uma empresa tão cordial e prestativa.

Valorize bons pagadores

Valorizar quem paga suas contas em dia também é fundamental para evitar a inadimplência. Nesse ponto, também entra em questão a geração de um sentimento de gratidão entre os clientes, evitando que eles acabem deixando suas contas vencerem.

Essa valorização pode ser feita de várias formas, oferecendo condições diferenciadas de pagamento, créditos, descontos ou outras vantagens que somente quem está com suas contas em dia poderá obter.

Além de evitar que bons pagadores se tornem inadimplentes, esse tipo de conduta gera nos devedores um desejo de regularizar sua situação com a empresa. Assim, também poderão obter os benefícios restritos a quem está em dia com o negócio.

Mantenha um controle dos devedores

Por fim, é fundamental que você mantenha um bom controle de devedores. Isso é necessário por dois motivos: primeiro, para que possa direcionar suas ações de cobranças diretamente para essas pessoas, nos termos e moldes que foram mencionados neste artigo.

Em segundo lugar, para evitar a ocorrência de cobranças em duplicidade. Isso pode gerar um problema sério para o seu negócio.

Manter como devedor um cliente que já efetuou um pagamento pode acarretar em reclamações judiciais, que geram indenizações e podem colocar todo o lucro de uma operação em risco. Portanto, é fundamental investir em ferramentas que facilitem esse tipo de gestão.

Podemos concluir que adotar ações para reduzir a inadimplência é fundamental para garantir o sucesso de um negócio. Entretanto, essas condutas devem ser baseadas sempre nos bons costumes e práticas saudáveis com clientes. Fazendo isso, além de aumentar as chances de receber seus débitos, também evitará problemas e dores de cabeça.

Gostou deste artigo e quer ficar por dentro de todas as nossas novas postagens? Então, assine nossa newsletter para não perder nenhuma novidade. 

Posts relacionados

2 thoughts on “Como reduzir a Inadimplência?

Deixe um comentário