como fazer um planejamento financeiro

Como fazer um planejamento financeiro de sua empresa?

Saber como fazer um planejamento financeiro eficiente em uma empresa é determinante para o seu sucesso. Esse elemento servirá como um mapa, que guiará a empresa no caminho certo rumo aos objetivos que foram traçados.

Esse processo demonstra os caminhos que a gestão deve seguir. Quando ele não é feito de forma correta, a empresa pode tomar rumos que a levarão a destinos que, nem sempre, são os escolhidos pelos empresários no momento da concepção do negócio.

Neste artigo, mostraremos os principais pontos que você deve avaliar para a elaboração eficiente de um bom planejamento financeiro. Acompanhe!

Realize o levantamento da situação atual

O primeiro passo para saber como fazer um planejamento financeiro para a sua empresa é entender a situação atual dela. Cada empreendimento tem necessidades muito específicas e aplicar um método genérico pode não gerar o resultado esperado.

Nesse sentido, você deve entender a real necessidade do seu negócio, verificando os seus pontos fortes e fracos, eliminando gargalos financeiros e melhorando os processos de controle internos.

Faça a previsão orçamentária

O segundo passo é realizar a previsão orçamentária. Essa etapa servirá para que os gestores possam entender quais são os gastos do seu negócio e as receitas que podem ser obtidas dentro de um período.

Com base nessa previsão orçamentária, serão extraídos todos os demais processos do planejamento financeiro, os quais descreveremos nos próximos tópicos deste artigo.

Defina metas globais

Depois de saber a atual situação do seu negócio e elaborar uma boa previsão orçamentária, é necessário definir onde você quer que a sua empresa esteja no futuro, ou seja, em que patamar de faturamento, representatividade de mercado e lucratividade.

Para tanto, é fundamental definir metas globais, que precisam ser batidas pelos colaboradores do setor financeiro. Entre elas, podemos destacar:

  • metas de faturamento;
  • limite de custos e despesas;
  • aumento de investimentos operacionais;
  • expectativa de lucros, e outras.

Todas essas metas globais devem ser consolidadas em um documento. Ele servirá como base para os próximos passos necessários sobre como fazer um planejamento financeiro na empresa, além de contribuir para que os objetivos gerais sejam alcançados.

Vale a pena ressaltar que as metas, mesmo que sejam globais, são consideradas como “pequenas vitórias” para que o objetivo maior da organização seja alcançado. Por exemplo, imagine que os gestores desejem ser referência no seu mercado de atuação em sua região.

Esse, portanto, seria o objetivo principal, que deve ser quebrado em metas — que podem ser pontuais ou globais. A maioria delas envolverá o departamento financeiro, pois demandam de recursos para ser atingidas.

Portanto, as metas são ferramentas primordiais de um planejamento financeiro e servem para facilitar o cumprimento de grandes objetivos empresariais.

Crie um plano de ação

Com base nas metas globais que foram definidas anteriormente, é necessário criar um plano de ação para conseguir atingir cada uma delas. Essa etapa do planejamento financeiro é mais prática e deve ser feita analisando as particularidades e necessidades do seu negócio.

A grande questão a ser destacada, nesse ponto, é que esse plano de ação envolve a participação de toda a empresa. O planejamento financeiro, o cumprimento de metas globais e os objetivos empresariais são elementos que não podem ficar restritos a um único departamento ou setor da empresa.

Apesar de a área financeira ser a responsável pela gestão e recepção de todas as informações desse processo, muitas das metas necessitam da participação de outros setores. Por exemplo, o aumento de faturamento exigirá um trabalho maior do setor de vendas, de estoque, entre outros.

Assim, a elaboração de um plano de ação que contribuirá para o desenvolvimento de um bom planejamento financeiro deve ser feita com a participação de todos os departamentos,. Dessa forma, cria-se uma cadeia de processos que, por fim, será finalizada no departamento financeiro.

Acompanhe as operações financeiras com regularidade

Você já ouviu alguém dizer: “o olho do dono é que engorda o gado”? Apesar de ser um ditado popular muito comum, há verdades substanciais por trás dele. Depois de todo esse trabalho, o gestor ainda deve acompanhar de perto as operações financeiras e monitorar o andamento das metas definidas.

Executar todos esses processos e não acompanhar de perto a sua execução é a receita perfeita para o fracasso. O gestor deve estar presente na execução de todos os processos financeiros que envolvam o seu planejamento, sempre analisando se eles estão, de fato, alinhados com os objetivos da empresa.

É preciso verificar, a todo momento, se existem gargalos ou erros que possam colocar em risco o andamento de alguma das metas.

Negocie com fornecedores

Dentro do processo de acompanhamento das operações financeiras está a necessidade de negociar com seus fornecedores. Além de conseguir preços mais atrativos, essa negociação também é importante para angariar melhores prazos para pagamento. Dessa forma, é possível evitar que o setor financeiro tenha dificuldades na manutenção do seu capital de giro.

Avalie o planejamento financeiro com frequência

Por fim, você deve avaliar o andamento do seu planejamento financeiro periodicamente. Diferentemente da etapa de verificação de processos do setor, nessa fase, o empresário precisa olhar para todo o negócio e verificar se ele está alinhado com os objetivos financeiros da empresa.

Para que isso seja feito de forma satisfatória, o gestor deve dominar com maestria cada um dos pontos do seu planejamento financeiro. Afinal, não é possível gerenciar algo que não se conhece em seus mínimos detalhes.

Obviamente, conhecer todos os processos operacionais que envolvem esse plano é algo completamente impossível. O que você precisa conhecer, portanto, é a essência por trás deles e a importância de cada um.

Como você pôde perceber, saber como fazer um bom planejamento financeiro é fundamental para que os objetivos empresariais sejam conquistados. Portanto, agora que você já conhece os processos, não perca mais tempo e comece a sua implementação o quanto antes dentro do seu negócio.

Se você gostou dessas informações, compartilhe o artigo em suas redes sociais. Dessa forma, outros empresários também conhecerão essas dicas tão valiosas que você acabou de descobrir e poderão aplicar em seus empreendimentos.