Quer saber como sair do cheque especial? Confira 8 dicas

Manter a saúde financeira do negócio pode ser um desafio em muitos momentos. Nessas horas, é comum recorrer a alternativas que acabam se tornando uma bola de neve com o passar do tempo. Se isso aconteceu com você, é hora de descobrir como sair do cheque especial.

Por ser uma linha de crédito acessível, é um dos principais problemas para micro e pequenos negócio. Então, por que tantos empreendedores optam por essa alternativa? Continue a leitura e descubra isso e muito mais!

Entendendo os perigos do cheque especial

O cheque especial pode ser uma grande armadilha para os empreendimentos. Apesar de parecer uma alternativa mais “rápida e fácil” para pagar dívidas, também aumenta as chances de endividamento.

Não demora muito até que toda a rapidez e facilidade se transformem em uma verdadeira dor de cabeça para o empreendedor. Isso porque o limite pré-aprovado do cheque especial vem recheado de juros e outros encargos que oneram ainda mais o orçamento.

É aí que mora o perigo do cheque especial. Quem utiliza esse serviço de crédito paga uma das taxas de juros mais altas do mercado. Por isso, deve fazer de tudo para pagá-lo em dia, já que o atraso pode representar o aumento do débito. Se você não quer que isso aconteça com o seu negócio, chegou a hora de conferir algumas dicas sobre como sair do cheque especial!

Encontrando uma alternativa

Se você já comprometeu o seu limite, não se desespere. O melhor a fazer nesse momento é controlar a contração de dívidas e tomar as decisões certas. Para isso, acompanhe as nossas dicas sobre como sair do cheque especial.

1. Meça o tamanho da sua dívida

Antes de solucionar o problema, você precisa descobrir exatamente com o que está lidando, ou seja, medir o tamanho da sua dívida. Qual é o montante que você deve? Para calcular isso, apure todos os gastos do último mês, incluindo aquelas dívidas acumuladas que já deveriam ter sido pagas.

Só a partir desse passo você poderá começar a procurar soluções, seja aumentar o seu faturamento, renegociar com o banco ou tomar qualquer outra medida. Portanto, não pule essa etapa.

2. Utilize rendas extras

Uma alternativa para sair do cheque especial é buscar meios de fazer uma renda extra. Portanto, pense em:

  • aumentar o faturamento da empresa;
  • serviços ou produtos que ela pode oferecer além dos que já possui;
  • bens (carro, moto, equipamentos) não utilizados que podem ser vendido.

Além disso, guarde todo o faturamento extra para negociar e quitar suas dívidas. Se um cliente resolveu antecipar um pagamento ou as vendas do mês aumentaram reserve esse dinheiro e busque um acordo para sair do cheque especial.

3. Reduza o seu limite

Se o uso do cheque especial é algo recorrente na sua empresa, talvez seja a hora de considerar a redução do limite disponível. Essa é uma maneira de controlar as finanças do negócio. Com um limite menor pré-aprovado, será preciso ter ainda mais cuidado ao assumir novos gastos.

Apesar de ser uma medida um tanto quanto difícil, ela é de suma importância para criar uma certa maturidade na gestão financeira da empresa. Além disso, é um meio de ajudar a encontrar alternativas de crédito mais baratas, caso a empresa realmente precise.

Powered by Rock Convert

4. Corte o máximo de despesas

É impossível falar em controle e eficiência financeira sem mencionar a redução de despesas. Esse é um passo indispensável para garantir a saúde e o fluxo de caixa de uma empresa. Por isso, equilibre as contas e esteja atento ao que está drenando seu dinheiro.

Revise criteriosamente os gastos da empresa, identificando o que pode ser reduzido, como o consumo de água e energia elétrica. Além disso, pesquise por maneiras de modernizar os processos internos, diminuindo os gastos com papel, impressões e seu respectivo armazenamento.

5. Converse com o seu gerente

Pode parecer contraditório negociar uma dívida com a qual o banco pode “lucrar” muito mais se você pagar juros sobre ela. No entanto, o seu gerente sabe que os encargos sobre o valor devido podem se tornar inalcançáveis para o seu negócio.

Na maioria dos casos, a negociação é uma alternativa viável que pode facilitar muito o cumprimento das suas obrigações. Para o banco, é melhor receber um valor abaixo do esperado do que não receber nada. Sendo assim, busque um acordo viável para ambos.

6. Troque a dívida por uma mais barata

Você não pode tapar um buraco abrindo outro, isso é certo. No entanto, em alguns casos, você consegue tornar a dívida “mais barata”, economizando nos juros. Quando a situação financeira da empresa está totalmente fora de controle, é preciso buscar a opção mais em conta.

Nesse caso, você pode encontrar um meio de parcelar a sua dívida. Apesar de não reduzir o valor total, isso fará com que você ganhe tempo para honrar com o compromisso. Além disso, ficará mais fácil cumprir com a parcela mensal do que com o valor total. Desse modo, você evita o pagamento de juros por atraso.

7. Antecipe seus recebíveis

Se você está considerando a hipótese de tomar um empréstimo para sanar a dívida do cheque especial, saiba que essa pode se tornar uma forma de aumentar o endividamento. Você estará recorrendo ao crédito de um terceiro, ou seja, precisará pagar esse dinheiro de qualquer maneira.

A melhor alternativa, nesse caso, é antecipar seus recebíveis. Esse processo é o pagamento daqueles créditos que você receberia a prazo só que à vista. Por uma taxa inferior à dos empréstimos, você adianta um dinheiro que já é da empresa, sem contrair nenhuma dívida. No entanto, será preciso refazer seu orçamento para os meses seguintes.

8. Crie uma reserva de emergência

Uma das dicas fundamentais sobre como sair do cheque especial e não voltar mais é criar uma reserva de emergência. Trata-se de algo simples, um pequeno valor economizado por mês que ficará guardado justamente para imprevistos. Fazer isso não é tão difícil e pode livrar de muitos problemas financeiros no futuro.

Uma boa dica é estipular um percentual do seu faturamento e reservá-lo logo no início do mês, como se fosse uma conta a ser paga para terceiros. Além disso, você pode investir esse valor e transformar a sua reserva em algo muito maior.

Organizando as finanças para o ano

Se você chegou até aqui, já sabe como sair do cheque especial. Agora, é importante reorganizar as finanças para o restante do ano. Por isso, considere um planejamento financeiro detalhado que inclua uma reserva financeira para que você não passe por nenhum imprevisto novamente.

Comece a ponderar a antecipação de recebíveis para otimizar o seu negócio. Esses serviços diminuem as dívidas, evitam prejuízos financeiros, contribuem para a saúde financeira do empreendimento e ainda ajudam a investir naquilo que é realmente importante para o crescimento do negócio.

Agora que você já sabe como sair do cheque especial, conheça melhor a antecipação de recebíveis e como ela contribui para o seu negócio. Converse com a gente!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *